terça-feira, 18 de junho de 2013

Filme De repente 30 (2004)

Filme que marcou no ano de 2004 estrelado por Mark Ruffalo e Jennifer Garner. Os roteiristas Josh Goldsmith e Cathy Yuspa transmitem no longa vários ensinamentos de vida, como a passagem do tempo, valorização de amizades e família, responsabilidade no mundo adulto e aprender a viver a vida no seu momento certo.



Gênero: Comédia-Romântica
Direção: Gary Winick
Roteiro: Josh Goldsmith e Cathy Yuspa
Elenco:Jennifer Garner, Mark Ruffalo, Andy Serkis, Judy Greer.





O filme é a versão feminina de "Quero ser grande" com Tom Hanks dos anos 80, em que o personagem David Moscow pede a máquina dos desejos de um parque para ser grande. Neste, a nossa querida Jenna Rink (Jennifer Garner) deseja o mesmo e é concretizado através de um pó mágico que cai sobre si. Tudo isso acontece dentro de um armário quando ela entra nele, uma vez que sua festa de aniversário não deu certo e Matt vai consolá-la.

Quando se dá conta, a idade avançou num salto, de 13 anos para 30, e ela não entende como do nada tudo aconteceu. E no dito momento ela está numa boa posição social, é uma das editoras de uma  revista de grande circulação, a Pose, mas também distante com suas relações de amizade e de família. Implicitamente se coloca a questão de dar valor àqueles que estão perto da gente porque depois não vamos entender nada até que ponto tudo chegou.


A relação amor-amizade entre os amigos Jenna e Matt também é transformada, pois na infância eram bem amigos, mas se não fosse as escolhas de Jenna (supostamente escolhas, uma vez que no filme deduzimos o que ela fez para chegar onde está), o casal seriam mais que namorados.

Então Jenna tenta resgatar essa amizade que se perdeu e Jennifer atua brilhantemente como uma adulta infantilizada relembrando bons momentos que teve com Matt (desde comer a bala que deixa a língua vermelha, a despedida em italiano até uma dancinha de Thriller num evento da revista). Sem falar do ator Mark Ruffalo que com seu jeito doce arranca suspiros.

De forma bem clichê, o assunto beleza também é posto em questão: Jenna, aos 13 anos, se interessa pelo garoto mais lindo da escola, popular e "Mauricinho" que não dá a mínima pra ela e que futuramente (com 30 também) é um taxista, feio, barrigudo, oposto de Matt que com 30 anos é um fotógrafo, esbelto (aos 13 anos era gordinho, fora dos ditos padrões de beleza da mídia). Em suma, aquele que ela não valorizava no passado foi o que ela sempre idealizou no "popular", mas na figura de Matt. Ela só não viu isso antes porque a beleza do outro (o popular quando tinha 13 anos) lhe impedia de ver o verdadeiro valor que estava no seu melhor amigo.













30 anos é a idade de responsabilidade na vida e no trabalho. Jenna descobre que a vida não é só brincadeira, logo tem que trabalhar e fazer o que é certo (embora ela percebe que se tornou uma adulta politicamente incorreta). No desenrolar do filme a personagem sente falta daquela infância/adolescência, a vida sem aquelas preocupações do mundo adulto, dos pequenos gestos, lanches da mamãe e até do chiclete da época. Então, melhor viver cada momento da vida de acordo com a sua etapa, sem adiantar ou atrasar.

Um roteiro bem elaborado com uma direção também excelente, o filme soube trabalhar a comédia romântica com seus clichês básicos de forma interessante e trazer a tona o valor do tempo e da inocência de quando se é uma criança/adolescente.

Lições do filme: valorizar os amigos, viver a vida, a busca de popularidade nem sempre é sinônimo de se dar bem, ser importante não significa menosprezar quem mais nos quer bem, o bonito de hoje pode ser o feio de amanhã e vice-versa.

Vale a pena assistir ao filme e se deliciar com as músicas dos anos 80.

 











Veja as fotos na fanpage: Clica Aqui

Um comentário:

  1. Amo demais esse filme, já assisti um zilhão de vezes!!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...